Mulher considerada pivô do homicídio na Vila Curuai concedeu entrevista à imprensa

 

A mulher, considerada o pivô do homicídio na Vila Curuai, que tirou a vida do Daniel Batista Nogueira, concedeu entrevista à imprensa.

Bianca Marinho confirmou que trocava mensagens com a vítima, mas disse que não imaginava que o Daniel poderia ser morto pelo Eraldo Lopes de Sousa, que era o atual companheiro dela. A mulher disse que está arrependida e que espera que a justiça seja feita e que Eraldo pague pelo que fez.

O homicídio aconteceu no último sábado (29). A primeira vez era de que Daniel havia ido até a casa da ex-companheira armado com uma faca para matar ela e o atual, mas essa versão foi desmentida pela mãe de Daniel.

A mãe da vítima apresentou provas de que o filho trocava mensagens carinhosas com Bianca e que os dois ainda tinham um envolvimento amoroso.

Daniel foi morto a facadas pelo atual companheiro de Bianca. Eraldo Lopes de Sousa fugiu do local do crime logo após o homicídio e continua foragido.

0 Comentários